O Céu ao redor do Mundo

Ao girar ao redor do Sol e em torno de si, a Terra nos proporciona uma visão do céu diferenciada ao longo dos dias. Além disso, pelo fato dela ser esférica, a posição em que nos encontramos em sua superfície faz com que tenhamos uma visão do céu diferente da visão que teríamos em outras posições.

A Lua, os planetas e também o Sol, parecem se deslocar por entre as estrelas descrevendo movimentos que sempre desafiaram a humanidade a criar modelos que explicassem esses deslocamentos. Eventualmente aparecem no céu alguns objetos que se movem de forma imprevisível, alguns muito rápidos, traçando riscos brilhantes no céu, outros lentos, mas que apresentam características estranhas como caudas.

Entender esses objetos e seus movimentos a partir de diversos pontos de vista, foi uma preocupação constante do ser humano. Foi a revolução científica que trouxe luz para esses fenômenos e hoje podemos explicá-los de forma bastante satisfatória.

Vamos descobrir como se dão esses movimentos em diversas posições da Terra, seja sobre o equador, nos polos ou em outro local qualquer. Em alguns lugares, noites e dias podem durar meses, ou poucas horas. Em outros locais, alguns objetos celestes nunca se põem abaixo do horizonte, descrevendo círculos concêntricos no céu, em outro, aparecem objetos que permanecem fixos num mesmo local, aparentando estarem pregados numa mesma posição e, ainda, objetos que descrevem trajetórias contrárias àquelas inicialmente esperadas.

Em uma apresentação especial de astronomia conduzida pelo físico João Carlos de Oliveira, venha conhecer as diferentes visões que temos do céu nas diferentes regiões da Terra!

Classificação indicativa: livre.

Confira a programação completa e os valores do ingresso aqui!